foto

Ele Veio do Sul

Tchê Barbaridade

Ele veio do sul
Seu jeito diferente daquela gente chamava atenção
Sua calça mais larga, chapéu lenço, adaga
Isso não era farda pois não seguia patrão

Ele veio do sul era o que (?) sabia
Ninguém se atrevia a lhe perguntar
O que ele fazia para donde iria
Ele chegava sem falar muito dizia no olhar

Ele veio do sul anunciando nos cascos do seu cavalo
A terra donde veio
Foi forjada no sangue ancestral de seu avô
Cada gota no chão transformou-se em semente
Para os frutos de então

Podem chamá-lo gaúcho de xirú ou galtério
Só levem ele a sério pois sua história
O tempo não apagou

Ele veio do sul anunciando nos cascos do seu cavalo
A terra donde veio
Foi forjada no sangue ancestral de seu avô
Cada gota no chão transformou-se em semente
Para os frutos de então
Podem chama-lo gaúcho de xirú ou galtério
Só levem ele a sério pois sua história
O tempo não apagou (2x)

Ele veio do sul
Seu jeito diferente daquela gente chamava atenção
Sua calça mais larga, chapéu lenço, adaga
Isso não era farda pois não seguia patrão

Ele veio do sul era o que (?) sabia
Ninguém se atrevia a lhe perguntar
O que ele fazia para donde iria
Ele chegava sem falar mas muito dizia no olhar

Ele veio do sul anunciando nos cascos do seu cavalo
A terra donde veio
Foi forjada no sangue de seu avô
Cada gota no chão transformou-se em semente
Para os frutos de então
Podem chamá-lo gaúcho de xirú ou galtério
Só levem ele a sério pois sua história
O tempo não apagou

Ele veio do sul anunciando nos cascos do seu cavalo
A terra donde veio
Foi forjada no sangue de seu avô
Cada gota no chão transformou-se em semente
Para os frutos de então
Podem chamá-lo gaúcho de xirú ou galtério
Só levem ele a sério pois sua história
O tempo não apagou

Podem chamá-lo gaúcho de xirú ou galtério
Só levem ele a sério pois sua história
O tempo não apagou
publicidade