Saiu da minha vida sem olhar nos
Olhos meus,
Na hora da partida nem sequer me
Disse adeus.
Se a culpa é minha ou se é ingratidão
Sei não... sei não... sei não
provou minha comida, bebeu água
Que eu tomei
Sabe da minha vida coisas que eu
Mesmo não sei
Se eu lhe perdôo ou se eu peço
Perdão
Sei não... sei não... sei não
D'estar
Que eu me agüento do meu jeito
Sem chorar
D'estar
Eu suporto caladinho a minha dor
D'estar
Isso é coisa de quem vive pra se dar
D'estar
Que nem tudo que era doce se
Acabou
D'estar
Se a saudade se chegar eu digo não
D'estar
Eu conheço direitinho meu coração
D'estar
Logo, logo outro amor, outra paixão
D'estar
Eu sozinho não fico não.
publicidade