Sandra De Sá

Usa E Abusa

Sandra De Sá

A danada da vizinha
É mesmo uma língua solta
Quando sabe uma história
Ela logo vem com outra
Passa o dia na janela
Corujando a vida alheia
E se vacila com ela
Aí é chave de cadeia

Usa e abusa
De fazer fofoca
Usa e abusa
Ela nem se toca

Ela diz que abre a boca
Só quando tem certeza
Que o marida da Yoná
Anda saindo com a Tereza
Tem sempre alguma coisa
Que é pra falar mal de alguém
Você nem imagina o repertório que ela tem

A danada da vizinha
É aquele leva e traz
Ela faz e acontece
Pra ninguém viver em paz
Diz que a loura da esquina
Cuida tanto da imagem
Pra garantir um troco
Numa casa de massagem
publicidade