Rionegro e Solimões

Vida de Cão

Rionegro e Solimões

(Falado: Solimões, o homem apaixonado leva uma verdadeira vida de cão, é brincadeira hein?! Traz arguma coisa aí pra nóis beber, garçom!)

Já faz tanto tempo, que tudo acabou, mas meu coração com a solidão não se acostumou,
Eu só penso nela, nao tem solução, saudade sufoca o dia inteiro, quando chega a noite é um desespero, nao agüento mais ô vida de cão.

Dê alguma coisa aí pra eu beber, pois já não consigo me controlar, esse amor passou todos os limites, eu tô precisando desabafar.
Dê alguma coisa aí pra eu beber, não se preocupe se eu chorar, tô apaixonado desesperado, vou ficar maluco se ela não voltar.

(Falado) Ô vida cão... Au au au..

Eu só penso nela, nao tem solução saudade sufoca o dia inteiro quando chega a noite e um desespero nao agüento mais, ô vida de cão.
dê alguma coisa aí pra eu beber...

publicidade