foto

Refém da Madrugada

Rionegro e Solimões

Sou mais um refém da madrugada
Bebendo por um amor que eu apostei tudo
Mas não deu em nada

É tarde, já é madrugada
A cidade está em silêncio
Não tem mais ninguém na rua
Só eu nesse bar bebendo

Tô com medo de voltar pra casa
Porque sei que a solidão lá me espera
A saudade também mora lá
E a noite ela vira fera
publicidade
publicidade