Muita Estrela, Pouca Constelação

Raul Seixas

A festa é boa tem alguém que tá bancando
Que lhe elogia enquanto vai se embriagando
E o tal do ego vai ficar lá nas alturas
Usar brinquinho pra romper as estruturas

E tem um punk se queixando sem parar
E um wave querendo desmunhecar
E o tal do heavy arrotando distorção
E uma dark em profunda depressão

(Refrão)
Eu sei até que parece sério, mas é tudo armação
O problema é muita estrela, pra pouca constelação

Tinha um junkie se tremendo pelos cantos
Um empresário que jurava que era santo
Uma tiete que queria um qualquer
E um sapatão que azarava minha mulher

Tem uma banda que eles já vão contratar
Que não cria nada mas é boa em copiar
A crítica gostou vai ser sucesso ela não erra
Afinal lembra o que se faz na inglaterra

(Refrão)

E agora vem a periferia


O fotógrafo, ele vai documentar
O papo do mais novo big star
Pra'quela revista de rock e de intriga
Que você lê quando tem dor de barriga

E o jornalista ele quer bajulação
Pois new old é a nova sensação
A burrice é tanta, tá tudo tão a vista
E todo mundo posando de artista

(Refrão)


Envie essa música para um amigo

Maluco Beleza
Album: Maluco Beleza
Gravadora: WM Brazil
Ano: 1994
Faixa: 8
  • publicidade
  • Top Músicas
  • 01 Ouro do Tolo
  • 02 Eu Nasci Há 10 Mil Anos Atrás
  • 03 Tente Outra Vez
  • 04 Metamorfose Ambulante
  • 05 Gita
  • 06 O Trem das Sete
  • 07 Os Números
  • 08 A Maçã
  • 09 Por Quem Os Sinos Dobram
  • 10 Coisas do Coração