foto

Importada do Interior (Cantigas de Garagem)

Raimundos

Importada do interior
Ela chegou em boa hora
E com saúde já dizia o doutor
E os biquinhos naquela blusa
Já pulando pra fora
Deu vontade de morder, mas e a dor?

Ela falou que queria me ver
Que tava vindo pra cá
Pra rodar e tudo acontecer

Virei jumento!

Lombo curvado, esfolado
Ela é teúda no grau e é graúda no pau
Santo remédio
Toda noite vou estalar seu rabo
Deixar quente em frangalho
Vou deixar desembeiçado até o olho piscar

Virei jumento!

Bom saber... Que ela faz!
Pressão na panela e goela na minha jeba
É o que me faz crescer

Bom saber....
Lavada na tigela, enxugada na flanela vai!

Dona Florzinha a vizinha de baixo
Viu o teto tremer e danou-se a correr
"Ó o terremoto!"
Correu tanto que molhou a ricota
Olhou pra nossa senhora
Prometeu dar esmola mas queria tá lá

Cena de filme quando aquela
Bunda linda se virou pra mim
Pele corada, esticada, rica em ferro
E que bumbum lizim
Virou os olhos quando eu fui até o fim

Bom saber... Que ela faz
Pressão na panela e goela na minha jeba
É o que me faz crescer

Bom saber....
Lavada na tigela
Eu, ela e a irmã dela vai!
publicidade