foto

Valsa do Adeus

Rafael Almeida

Vejo que está bem
Acompanhada
Eu não te imaginei
Do outro lado

Olhar pra você
É enxergar esse vazio
Estranho entender
Que eu já não te preciso

Da próxima vez insisto
Que sou eu
E na próxima vez
Consigo
Dar adeus pro adeus

Resisto aos meus desejos
Mais ordinários
Esqueço aquele beijo
Predestinado

Abraço a solidão que adora me acompanhar
As minhas noites são estradas a se calar

Da próxima vez
Insisto que sou eu
E na próxima vez
Consigo
Dar adeus,

E na próxima vez
Insisto
Que sou eu
E na próxima vez
Consigo
Dar adeus pro adeus
publicidade
publicidade