foto

Do Jeito

Rael

[Gancho]
Do jeito que as coisas são
Do jeito que as coisas andam
Andam, andam, andam, andam
Andam, andam, andam, andam

Dois zero e dezesseis
Quase final do ano
Eu nem vi o passar dos mês
Eu vivo um momento
Uma coisa de cada uma vez
Eu penso desse jeito
Eu já não sei vocês
Eu fui andando pelo tempo
E fiz uma reflexão
Eu vejo pouco casamento
E muito mais separação
Força e movimento
Manifestação
Eu vejo brechas no governo
E na oposição
E quase tudo é digitalizado
Crime bem organizado
De um povo dividido
Pós-industrializado
Não vejo investimento no aprendizado
Saneamento básico improvisado
Esse verso que é escrito
Na canção que eu conduzo
Edito o que acredito
Identifico e reproduzo
Do, do...

[Refrão]
Do jeito que as coisas andam
Andam, andam, andam, andam
Andam, andam, andam, andam

[Verso 2]
Não é pessimismo, não
Se pá, é daí pra pior
Fico tentando entender
Observando ao redor
Difícil de dialogar com os menor
Já chega oferecendo pó
Cheiro de loló
Que mundo a milhão, veloz
O que acontece
O que fizeste com nós
Vejo os moleque bem pra frente
Já de carro e de corrente
Antigamente era só uma caloi cross
Esse é o ritmo e
Apocalíptico
Exige uma mente de crítico
Analfabeto político
Eu vejo um mundo desse jeito
Desse jeito que eu vejo
Inimigo escondido
Te abraça e manda beijo
Eu vejo o mundo que eu almejo
Mas não vejo direção
Do jeito que as coisas são
(Universo em crise)

[Outro]
É crise não
É crazy
Mundial, humanitária, racial
É mil grau
Sou eu mesmo
Um homem plural
Meu parça Ganjaman
Axé, amém
publicidade
publicidade