Quinteto em Branco e Preto

O Tempo Em Que Eu Era Criança

Quinteto em Branco e Preto

Me lembro do tempo que eu era criança
Descalço na grama,no asfalto e na areia
Brincando de tudo fazendo lambança
Quebrando vidraça pela vizinhança
Jogando pelada com bola de meia

Armando alçapão pra caçar passarinho
Fazendo barquinho de rolha e cortiça
Subindo nas arvores pelo caminho
Brincando demais de bandido e mocinho
Andando no muoro, pulando carniça

Eu também pro quintal da vizinha
Tinha uma menina que eu era seu fã
Brincava de médico atrás da cozinha
E quando ela via um adulto que vinha
Dizia pra mim: -Pera,uva ou maçã (ou maçã?)

Se eu ia pro banho levava revista
De mulheres nuas,vedetes,artistas
Por mim só saia amanhã de manhã

Pião que eu rodava era feito de tasco de toco
Botão do meu time era casca de coco
Bolinha de gude era bilha, era massa
Cerol pra pipa era vidro moido no trilho do Bonde

Brincava de pique,bandeira e de esconde
Rodava meu arco entre os bancos da praça
Já fiz patinete, carrinho de roda de bilha
E cabelo cortado era selo, carimbo, estampilha

Eu fui e a lembrança no fundo me deixa sentido
Ah! Se eu soubesse o que eu sei do mundo
Não tinha crescido.
publicidade