O meu pão na padaria, já não dá mais pra comprar
O ditado sugeria era pecado roubar

Tudo pra ele é real
Para o povo é só fetiche
Não há país de Fernando
Que Cardoso não Henrique

Tudo pra ele é real
Para o povo é só fetiche
Não há país de Fernando
Que Cardoso não Henrique

O meu pão na padaria, já não dá mais pra comprar
O ditado sugeria era pecado roubar

Tudo pra ele é real
Para o povo é só fetiche
Não há país de Fernando
Que Cardoso não Henrique

Tudo pra ele é real
Para o povo é só fetiche
Não há país de Fernando
Que Cardoso não Henrique

É um país sem comando, é um país em polícia
Tudo pra eles gostoso, tudo pro povo carniça
Eles andam de avião
Se eu não tivesse malícia pra pegar a condução
Eu não sei o que eu seria
Eles moram em bairro nobre
E nós na periferia

Feria, faria, falou e não fez
Faria sentado no colo outra vez
E a casa e areia caindo nos donos da lei
Feria no bolso nem pra sanduiche
Salário ficou só no disse me disse
Otário é ser pé de chinelo e cair na tolice

Não há país de Cardoso
Que Fernando não Henrique
Não há país de Cardoso
Que Fernando não Henrique...
publicidade