foto

Sangue Latino

Primavera nos Dentes

Jurei mentiras
E sigo sozinho
Assumo os pecados
Os ventos do norte
Não movem moínhos
E o que me resta
É só um gemido

Minha vida, meus mortos
Meus caminhos tortos
Meu sangue latino
Minh’alma cativa

Rompi tratados
Traí os ritos
Quebrei a lança
Lancei no espaço
Um grito, um desabafo
E o que me importa
É não estar vencido
publicidade