foto

Prega Pregador: Muita Benção

Pregador Luo

Glória, muita bênção, glória, muita bênção
É muita bênção!...

Eu canto muita treta porque o mundo assim que é
Mas também canto muita bênção porque é assim que Deus quer
Ou você acha o que?
Que ele quer ver você sofrer?
Seus filhos com fome sem ter o que comer?
Nada disso irmão!
O justo não mendigará o pão
Nem sua descendência, ele tem clemencia.
Distribui seus dons e espalha sua ciência
Dá a quem lhe pede, espera com paciência
É pai presente, nunca fica ausente, cheiroso,
seu perfume é nossa essência
Sua vivência, ele acompanha,
desde a sua infância gosta de criança
Dá prioridade pra quem sente como criança
Então trate de não envelhecer, sinta-se vivo
Ser humano produtivo, servo amado do senhor
Todas as bênçãos estão ao seu favor!

Glória, muita bênção, glória, muita bênção
É muita bênção!...

Bênção é não precisar de remédio, mas se precisar ter dinheiro pra comprar
Prosperidade é ausência de necessidade, andar na luz da verdade
Alcançar ainda jovem a maturidade, sapiência
Discernimento humano e também espiritual se afastar do mal, sair do mal
Saber que nas galáxias não tem um Deus igual
Ouvir a voz do Senhor, guardar Seus mandamentos eles são alimentos
Evitar na boca as vãs murmurações, pra ser exaltado sobre todas as nações
E assim todas as bênçãos virão sobre mim me alcançarão
Quando eu ouvir a voz de Deus elas te fartarão
Fome não haverá o Senhor é o meu pastor e nada me faltará.

Glória, muita bênção, glória, muita bênção
É muita bênção!...

Rolê pela cidade de carro novo é bom
Mas também é de busão escutando um som
Que nem eu fazia nos anos 90 o metrô abarrotado
Mas eu tava na bênção
O walkman no ouvindo, magrelo desnutrido
Mas no coração mais de mil e um motivos
Acreditando que podia ser feliz, confiando na justiça do justo juiz
Entregando papel e comendo dogão, todo contente eu desenhava um futuro bom
Na minha mente, era móh onda, móh brisa legal
Eu me alegrava até nos dias em que passava mal
Aprendi a viver sem nada e também a ter fartura, minha vida melhorou no segunda vinda, a cura.
Um homem abençoado ninguém segura, feliz dou glória a Deus,
Hosana nas alturas!

Glória, muita bênção, glória, muita bênção
É muita bênção!...

Nem só de pão vive o homem
Mas das palavras da boca do vivo Deus
Que dá ordens aos anjos para proteger os seus
Até os ateus desfrutam das bênçãos
A chuva cai pro bom e pro ímpio
E os filhos dos homens se alimentam do trigo
Homem rico é o que sabe proceder com inteligência
Que não cresce o olho além de sua carência
Então demonstre obediência e as bênçãos correrão atrás de você
E lá no fim quando tudo passar e a gente voltar ao nosso eterno lar de origem
Deixe aqui pra quem ficar somente o bem
Pois exemplo também é herança e herança também é exemplo
Sempre mantive o louvor nos meus lábios
Deus é bom em todo tempo e eu devo louvá-lo!
publicidade
publicidade