foto

Coisas Da Noite

Pery Ribeiro

Casais entram no Catedral,
O fino pra curtir um som,
Do Beco ao Teleco - Teco,
Amanhecem no Ton - Ton,
A noite é sempre uma criança,
É só não deixar crescer,
Assim existe uma esperança,
No amanhecer.

São coisas da noite,
Anúncios conhecidos,
Que enfeitam a cidade,
Em movimentos coloridos,
Alguém vem do trabalho,
Do baralho ou do que for,
Do La Licorne ou do Ceasa,
De alguma coisa do amor.

Tem sempre mais um,
Que vem pela calçada,
Na bruma que esconde,
Quem sobrou na madrugada,
Dei tempo ao tempo,
O tempo é que não dá,
Tenho que estar pelas sete,
No Viaduto do Chá !...
publicidade