Péricles

Péricles

Pagode

Pot-Pourri: Viola em Bandoleira - Sorriso Aberto

Péricles

Andei, Andei!
Andei, andei de violão em bandoleira
Com saudade da ribeira, terra do meu bem querer

Andei, andei por aí à fora
Nem o toque da viola me fez esquecer você
Juro que andei!
Andei, andei por aí à fora
Nem o toque da viola me fez esquecer você

Mas será?
Será, baianinha linda
Me relembra ainda, aquele dia de verão
Você que ficou encantada com Copacabana
Vem mantendo acesa a chama, incendeia essa paixão
Mas não tem nada não
Pra matar essa saudade que me abala o coração
Vou pra festa da ribeira com pandeiro e violão
Vou tocar a noite inteira pra você esta canção

Volta comigo pro Rio, baiana (ê baiana!)
Vem pra terra do sambão (vem pra terra do sambão)
Vem disputar com a morena serrana
O pagode batido na palma da mão

Olha volta comigo! (vem, vem, vem!)
Volta comigo pro Rio, baiana (ê baiana!)
Vem pra terra do sambão (vem pra ver como é que bão)
Vem disputar com a morena serrana
O pagode batido na palma da mão...

La laia laia la...
Samba aqui, samba ali, samba lá
La laia laia la...

Pois é,
É foi ruim a beça
Mas pensei depressa
Numa solução para a depressão
Fui ao violão
Fiz alguns acordes
Mas pela desordem do meu coração
Não foi mole não

Quase que sofri desilusão (bis)

Tristeza foi assim se aproveitando
Pra tentar se aproximar
Ai de mim
Se não fosse o pandeiro, o ganzá e o tamborim
Pra ajudar a marcar (meu tamborim)
Pra ajudar a marcar

Logo eu com meu sorriso aberto
O paraíso perto, pra vida melhorar
Malandro desse tipo
Que balança mais não cai
De qualquer jeito vai
Ficar bem mais legal

Pra nivelar
A vida em alto astral (3x)

La laia laia la...
Samba aqui, samba ali, samba lá
La laia laia la...
  • publicidade