Olha, se eu for de repente,
Não quero tristeza em volta de mim
Que você guarde a imagem
Do tempo em que fomos felizes assim

Me cubra com rosas brancas
E um cravo sobre o coração
É o pedido que faço
A você, minha paixão

Não esqueça a minha bandeira
O pandeiro, a cuíca e o tamborim
Não esqueça a marcação primeira
Nem tampouco a outra bandeira

E quando sobrar um tempo
Acenda uma vela pra mim
Iluminar uma alma sofrida
É tudo que eu pelo, enfim

Olha se eu for de repente...

publicidade