Peão do Valle e Valentin

Curitibana (Ao Vivo)

Peão do Valle e Valentin

Meu coração encontrou a sua estrada
E vai seguindo em direção ao Paraná
Não vejo a hora de chegar em Curitiba
A minha deusa, minha vida, mora lá

Ei curitibana, seu beijo é doce
Seu corpo é tentação
Ei curitibana, a estrada é curta
Quando é grande a paixão

O seu feitiço foi uma bala certeira
Entrou no meio do meu peito e detonou
Foi envolvente, contundente, fulminante
Naquele instante fui vencido pelo amor

Ei curitibana, seu beijo é doce
Seu corpo é tentação
Ei curitibana, a estrada é curta
Quando é grande a paixão
publicidade