foto

Luz Numa Lágrima

Patricia Marx

Cada sol desperta
Uma outra manhã
Conserta toda cor
Que se vê
Quem não quer ver?

Tempo não perde tempo, não
Quem perde o tempo
Descobre mais da escuridão
E quem quer se perder?

Eu me encontro assim
Quase sempre procurando em mim por mim

Se me transformo em sol
Eu vejo mais cores em mim
Bem mais!
Sim, sou outra manhã
Pra me recolorir
Um belo arco-íris só meu
Luz numa lágrima

Passo a passo faço
O passado passar
Mais fácil apegar
Do que esquecer

Nem sempre é tão simples
Como um arco-íris
Nem sempre há um sol...

Chover, chorar,
Sofrer, trovejar,
Eu...
Nublar, tremer,
Não amanhecer,
Eu...

Vejo o sol voltar
Com as cores também
Em outra manhã
Posso me enxergar
E reiventar
Um novo arco-íris, só
Só meu, só meu...
Eu sou meu próprio sol
Se me conheço
Eu amanheço
Todas as cores que eu sou
Um arco-íris
De luz numa lágrima
Se vai
publicidade