Festa de plástico
O mesmo jogo
Eu viro o jogo, nova jogada
Eu sou o novo, a nova cara
O venenoso quem destrava
A surpresa pelo povo
Pelo ouro é tudo nosso
Limpa a mesa ainda é pouco
Pelo fogo tudo

Jogo onde ninguém jogaa
Crio o que não existe
Broto depois do agora
Yupank no rap na moda Riccardo Tisci

Eu tenho o que eles querem
A fonte que mata a sede
Os lucros que não se medem
Nossa vez é várias vezes

Eles tentam nada serve
Nos meu olhos o céu ta verde
O olhar não mente
Nós que mentimos pra ele

Pelos olhos
O que as palavras não dizem
Mexam seus corpos
Se multipliquem

Dance com a vida
Mexam seu corpos
Imagem excita
Fechem seu olhos
publicidade