foto

Sabe, Menino

Oswaldo Montenegro

Somos nós dois
Os primeiros do primeiro tempo
Do primeiro instante, tão lindo esse instante
Que eu guardei no peito e por dentro

Sabe, menino, é tanta promessa, só vendo
Mas tendo cuidado, que dói na garganta
Mas fere é no peito e por dentro

Somo nós dois
E o pigarro do trago mais rouco
Do mundo mais louco
Dos "ai, quem me dera!"
Dos fins e dois meios, do intento

Sabe, menino
Enquanto existiu o batente batendo na gente
Mostrando que a vida é ser pedra e semente
Nós fomos

É tanta promessa, só vendo
Mas tendo cuidado que dói na garganta
Mas fere é no peito e por dentro
publicidade