Ouvir músicas de Os Mateadores

Bolicheiro De Vila

Os Mateadores

Sou bolicheiro e vou le contar
Lidar com o povo, a coisa não é mansa
Não tenho tempo nem de me coçar
É canha no copo e bóia na balança

Já na segunda os "problema" começam
Os "homi-da-lei" querendo alvará
Os da prefeitura me medindo a peça
Os da saúde mandando lava

A meia-noite eu fecho o boteco
Saio pra vila prestando socorro
Tem cada porre de "estraviá" os "taréco"
E cada pauleira de junta cachorro

Tem nego bom que se faz de louco
Me compra "fiado" e manda devolver
Seu papo-sujo me devolva o troco
Batata podre não dá para comer

Descobri um geito de vender barato
É pelo peso, produto e tamanho
Tem tanto os nego que me chama de gato
Já tenho medo até de tomar banho

A meia-noite eu fecho o boteco
Saio pra vila prestando socorro
Tem cada porre de estraviá os "taréco"
E cada pauleira de junta cachorro

Ser bolicheiro lá na minha vila
A coisa seria só eu que sei
Já tava rico se eu vendesse a pila
Todas "putiadas" que ali já tomei

Às vezes penso no juizo final
Se o patrão do céu revisar meus cadernos
Se aqui na terra eu já ando mal
Pior se me mandam bolichiar no inferno

A meia-noite eu feicho o boteco
Saio pra vila prestando socorro
Tem cada porre de estraviá os "taréco"
E cada pauleira de junta cachorro



capa do álbum A Marca do Sul, Vol. 1 de Os Mateadores
Album: A Marca do Sul, Vol. 1
Gravadora: 1995 ACIT
Ano: 2018
Faixa: 15
  • publicidade