Te perguntam quem és
Mais suas ações respondem por si
Te pergunto quem és
Se o discurso não condiz
Com o seu modo de ser
Não consegue enxergar que é

Um cego que não quer ver
Um rico que não tem nada
Pobre sem perceber
Sua nudez velada

De que vale conquista o mundo inteiro e se perder
Com a alma exposta á venda
Onde está o seu valor
Sempre incansável em busca de se afirmar
E traz o mal para si e tudo ao seu redor

Um cego que não quer ver
Um rico que não tem nada
Pobre sem perceber
Sua nudez velada

Um cego que não quer ver
Um rico que não tem nada
Pobre sem perceber
Sua nudez velada

Um cego que não quer ver
Um rico que não tem nada
Pobre sem perceber
Sua nudez velada
publicidade