foto

O Corpo, a Culpa, o Espaço

O Teatro Mágico

Que corpo é esse que já não se aguenta
Que resiste ao limiar que desaba sobre si
Musculos e ossos, poros e narinas
Olhos e joelhos, seios, costas, cataratas
Suas torres de vigia

Que corpo é esse que pulsa, escuta
Expulsa, abraça, comporta, contém
O corpo ocupa o corpo não é culpa
O corpo a culpa o espaço

Que corpo é esse
Que corpo é esse que protege, reage
Que é origem e passagem
Que corpo é esse que já não se aguenta
Que se esgota e não se resgata
Aqui por enquanto é tudo ainda
publicidade