buscar

Plataforma de Jay-Z é acusada de manipular dados para Beyoncé

, 10h53, por Alexandre Murari
Divulgação

O Tidal, serviço de streaming musical do rapper Jay-Z, foi acusado de manipular informações para aumentar os valores arrecadados pelos discos mais recentes de Beyoncé e Kanye West: o "Lemonade" e o The Life of Pablo, respectivamente.

→ Vídeo: bate-papo com os sertanejos Juan Marcus e Vinícius

→ Pabllo Vittar dá tapa em segurança para defender fã

Por conta disso, o jornal norueguês "Dagens Næringsliv" resolveu investigar e afirma ter acesso a documentos internos do Tidal, que revelaram que "o número de ouvintes de Beyoncé e Kanye West no Tidal tem sido modificado a nível de diversas centenas de milhões de reproduções falsas".

De acordo com a revista 'Rolling Stone', a plataforma começou a ser investigada em 2016, quando serviço disse que o álbum do cantor Kanye West, foi reproduzido 250 milhões de vezes apenas nos dez primeiros dias de lançamento. Já o Lemonade teria conquistado 306 milhões de streams nos primeiros 15 dias.

Naquela época, o Tidal contava com 3 milhões de usuários. Na prática, isso significaria que cada usuário do serviço teria que ter escutado os discos cerca de uma dúzia de vezes por dia.

Comentários

versão clássica © 2014