buscar

Pharrell Williams e Adidas são acusados de apropriação cultural

, 10h46, por Alexandre Murari
Divulgação

A marca de roupas e calçados Adidas e o artista Pharrell Williams, mundialmente conhecido por emplacar o hit "Happy", estão no centro de uma acusação que os coloca como apropriadores culturais do hinduísmo, principal religião da Índia.

→ Regente da Met Opera é demitido por agressão sexual

→ Criança homenageia Cristiano Araújo em a "Hora do Faro"

Líderes hinduístas alegam que o uso da palavra "Holi" para batizar uma linha de tênis banaliza e desrespeita a tradição religiosa dos indianos. Chamada de "HU Holi", a linha traz peças brancas, coloridas e decoradas com termos em sânscrito. É uma alusão ao Festival Holi, festa religiosa milenar do hinduísmo, onde o povo se veste de roupas claras e arremessa pó colorido para celebrar divindades como Krishna.

Para Rajan Zed, presidente da Sociedade Universal do Hinduísmo, a linha "HU Holi" é uma "trivialização das tradições, conceitos, símbolos e crenças do hinduísmo". E apesar dos hindus defenderem a liberdade artística e de expressão tanto quanto todos, "a fé é algo sagrado, e a tentativa de trivializá-la machuca muitos seguidores".

Outro problema apontado por Zed seria o couro usado nos tênis da coleção. A tradição hindu prega o respeito com os animais e o vegetarianismo.

Comentários

versão clássica © 2014