Museu carioca celebra a música e Heitor Villa-Lobos

, 16h27, por Alexandre Murari
Divulgação

No próximo domingo, 05, comemora-se o Dia Nacional da Música Clássica! A data também celebra o aniversário do grande maestro brasileiro Heitor Villa-Lobos, nascido em 1887 e responsável por colocar o Brasil no mapa da música daquela época.

→ Fim do Carnaval? 5 dicas para voltar com disposição

Por conta da importante carreira de Heitor, o Museu Villa-Lobos, no Rio de Janeiro, portanto, realiza uma série de concertos em sua memória. A programação começa às 14h e o ingresso custa dois reais. O museu fica na Rua Sorocaba, 200, no bairro de Botafogo.

→ Entenda o caso de agressão de Victor e sua esposa

Quem comanda a homenagem são os grupos Orquestra Popular Tuhu e Orquestra Villa-Lobos e as Crianças, ambos frutos de um projeto social nascido e apoiado pelo Museu, além do Quinteto Villa Lobos e do Quarteto Radamés Gnattali, dois grandes conjuntos do Brasil.

E a sessão de tributos não para por aí. Carol McDavit, soprano norte-americana que trilha a sua carreira no Brasil, e o pianista Flávio Augusto apresentam um recital Villa-Lobos, que marcará, também, o lançamento do livro "Vozes das Américas – Encontro das culturas europeia, africana e indígena nas canções de câmara de Heitor Villa-Lobos e Aaron Copland", escrito por Flávio Augusto.

Heitor Villa-Lobos:

Considerado, ainda em vida, o maior compositor das Américas, Heitor Villa-Lobos compôs cerca de 1 mil obras e sua importância reside, entre outros aspectos, no fato de ter reformulado o conceito brasileiro de nacionalismo musical, tornando-se seu maior expoente.

Foi também, através de Villa-Lobos, que a música brasileira se fez representar em outros países, culminando por se universalizar. Villa-Lobos nasceu em 5 de março de 1887 e faleceu em 1959, aos 72 anos. Saiba mais na página do Museu Villa-Lobos. As informações são do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

Fonte: museus.gov.br