Katy Perry é acusada de bruxaria por freiras

, 15h36, por Alexandre Murari
Divulgação

Rola na Justiça de Los Angeles, nos Estados Unidos, desde 2015, um processo movido por um grupo de freiras contra a cantora Katy Perry, que está sendo acusada de bruxaria por ter o interesse de comprar um convento na cidade.

→ Em livro, ex de Prince diz que ele não usava drogas

De acordo com o site "The Hollywood Reporter", as religiosas, alegando que a cantora seria uma bruxa, negaram a venda para ela e ofereceram o convento à empresária Dana Hollister.

→ Padre Fábio de Melo grava canção de ex-The Voice

No entanto, a juíza Stephanie Bowrick determinou que as freiras não "não têm nenhuma autoridade para vender a propriedade a Hollister". Apesar da venda não poder ser realizada, Katy Perry ofereceu o valor de quase 15 milhões de dólares pelo convento construído em 1927.