Investigação conclui que Prince morreu por pílulas falsas

, 16h27, por Alexandre Murari
Divulgação

Após dois anos de investigação sobre a morte de Prince, causada por uma overdose de comprimidos à base de opioide, nenhuma pessoa foi presa, mesmo a perícia descobrindo que o músico morreu pelo uso de pílulas falsificadas.

→ Safadão sobre bastidores de clipe: "Anitta come muito"

→ Michael Douglas agradece João Brasil por canção

Apenas Michael Told Schulenberg, médico que receitou um opioide ilegalmente a Prince, foi punido. Ele teve que pagar uma multa de trinta mil dólares. Os procuradores alegaram, no entanto, que o músico não morreu devido a estes remédios receitados por Schulenberg, mas por outro medicamento: pílulas falsificadas de Vicodin que tinham o opioide fentanil.

Apesar de descobrir o causador da morte do cantor, a procuradoria não descobriu quem forneceu tais pílulas a ele. A investigação conclui que, provavelmente, Prince não sabia que as pílulas de Vicodin tinham este acréscimo de fentanil. Um exame mostrou um nível "excessivamente alto" da substância em seu corpo quando ele morreu.