Em batalha judicial, Val e Catra rejeitam acordo conciliatório

, 15h11, por Alexandre Murari
Divulgação

O processo de danos morais movido por Wagner Domingues Costa, artisticamente conhecido como Mr. Catra, contra a socialite e apresentadora Val Marchiori está longe de uma conciliação.

→ Val Marchiori é processada por Mr. Catra

Tudo porque ambas as partes rejeitaram uma audiência conciliatória que iria acontecer na próxima segunda-feira, 28. Portanto, a ação judicial continua na 2ª Vara Cível Regional da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

→ Wanessa evita falar sobre briga de seus pais

Vale lembrar que o processo se deve porque Val havia dito, em alguns veículos de comunicação, que Catra, pai de 32 filhos, é "safado", "sem vergonha" e que "pega meninas pobrinhas, sem condição nenhuma, e faz filhos nelas".

Sobre tal posição, a de evitar a audiência conciliatória, por meio de sua assessoria, Val deixa claro: "Venho por meio desta nota esclarecer que o processo movido pelo Sr. Wagner Domingues Costa, popularmente conhecido como 'Mr Catra', segue normalmente na Justiça. A audiência conciliatória foi proposta pelo juiz e não por mim. Por meio do meu advogado, Dr. Wilson Marqueti, declinamos da audiência conciliatória e em seguida o autor fez o mesmo. Confiamos na Justiça e daremos continuidade normal ao processo".

Já o lado da vítima neste caso, que é o de Catra, a advogada do funkeiro, Eliza Medeiros, também se pronunciou sobre a conciliação: "Se o Wagner não se manifestasse contrariamente, a audiência aconteceria, contudo, sem sucesso, já que não haveria proposta da parte ré. Logo, não faria sentido nós insistirmos na audiência".