Elton John anuncia datas para a volta da turnê "Farewell Yellow Brick Road"

, 11h51, por Amanda Ramalho
Reprodução

Se não fosse pelas milhares de lives que aonteceram, o mundo da música estaria completamente parado desde o princípio da crise do coronavírus por todos os continentes da Terra.

Mesmo com um possível retorno aos palcos, com público presente, ainda um pouco distante, muitos artistas planejam seu retorno ao mundo dos shows.

Sir Elton John é um deles!

Mas, ao contrário de alguns cantores, Elton está pensando mais ao longe. Sua turnê final "Farewell Yellow Brick Tour" estará na América do Norte com início em 19 de janeiro de 2022. A primeira cidade a receber a performance será Nova Orleans com o fechamento em 28 de abril, em Miami.

Em comunicado, Elton contou que está fazendo o máximo para se cuidar e que tem aproveitado muito o tempo em casa com a família, porém, ele também disse que sente muita falta dos palcos e dos fãs.

"Tenho aproveitado meu tempo em casa com a família enquanto o mundo navega em seu caminho através da pandemia COVID. Mas, eu realmente sinto falta de estar na estrada e me apresentar para meus amados fãs na minha turnê Farewell Yellow Brick Road. Enquanto os cientistas estão fazendo grandes progressos, estamos fazendo grandes planos para um retorno às viagens que nos permitirá garantir a saúde e a segurança de todos.

Estou usando meu tempo de inatividade para me manter em forma e mais saudável do que nunca. Estou ansioso para ir! Como sempre, muito obrigado pelo seu apoio leal. Estou ansioso para ver todos vocês, fãs maravilhosos de Elton John em breve. Nesse ínterim, fique seguro e fique bem. Obrigado!".

A tour "Farewell Yellow Brick" teve início em setembro de 2018 em Allentown, Pensilvânia. A duração seria de três anos, mas a pandemia adiou os planos do cantor em março deste ano.

Além da turnê pela América do Norte, a ideia é sair pela Europa a partir de setembro de 2021.

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo da música. Curta a nossa página no Facebook!

Ouvir músicas de Elton John