Após ser indiciado, Victor se defende: "eu faria de novo"

, 12h05, por Alexandre Murari
Divulgação

Após ser indiciado por agressão sem lesão corporal pela Polícia Civil de Minas Gerais por conta do caso envolvendo a sua esposa Poliana Bagatini, Victor Chaves, da dupla Victor e Leo, teve o seu lado defendido pelo seu advogado Felipe Martins Pinto, que deu a seguinte versão do fato:

→ Ingressos do Rock in Rio à venda nesta quinta, 06

No dia do ocorrido, a esposa do cantor estava descontrolada no apartamento de sua sogra, Marisa Chaves, porque não queria que a sua filha ficasse lá. Durante a confusão, Poliana teria agredido a mãe de Victor. Na sequência, o sertanejo a conteve.

→ MPF notifica Record por racismo contra Ludmilla

Após a decisão da Polícia, na terça-feira, 04, Victor foi às redes sociais e deu seu parecer sobre o caso: "Pessoal, eu venho a público para esclarecer uma coisa diante da qual surgiram e surgem incontáveis boatos. Eu fui indiciado legalmente por vias de fato, contravenção. Ou seja, eu não machuquei ninguém. O que eu pratiquei foi um ato de desespero para conter uma pessoa que estava completamente fora de si de pegar uma criança de um ano. E pela minha filha, o que eu fiz, eu faria de novo. Então, tudo está sendo apurado devidamente".