É Tempo De Solidão

Nelson Gonçalves

Não quis prender-me a ti,
E fugi,
Do teu amor,
Amei tanto sem ser de ninguém,
Não fui além, da desilusão e a dor,
Os meus sonhos coloridos hoje estão,
Em descoloração,
Fugi de ti,
Mas vou morrer,
Na solidão.

Fugi de ti,
Mas vou morrer,
Na solidão,
Do amor.

Sou um visionário da felicidade,
Deixo pelo mundo rastros de saudade,
Olho para traz e apenas vejo,
A lembrança do teu doce beijo,
Os meus sonhos vão se estiolando,
Mágoas e fracassos vão se misturando,
Amores fingidos caminhando,
São visões em procissão.

Fugi de ti,
Mas vou morrer,
Na solidão,
Do amor.

Fugi de ti,
Mas vou morrer,
Na solidão,
Do amor....


capa do álbum Quando a Lapa Era Lapa de Nelson Gonçalves
Album: Quando a Lapa Era Lapa
Gravadora: Sony Music Entertainment
Ano: 2010
Faixa: 12