foto de Nando Reis

Praça da Árvore

música e letra

Nando Reis

Quando eu a vi, entendi
O que o prédio cinza
O pátio do convento
Entre grades explicavam
Sem palavras

Sem recear, esperei
O recreio de escanteio, no correio
No metro, na praça da árvore, desolada
Se o deserto de cimento comprovasse
Que uma flor só pede água

Quando eu nasci, em janeiro
Já de certo intuia que um dia
Renasceria em fevereiro
Foi assim mesmo

Uma conjunção num enredo
Se é forte, fica, fortifica, colhe a prole
Que cabe dentro de um cesto onde o meço
E o afeto é como o dia
Cabe em noite e renasce na alvorada

Quando eu a vi, entendi
O que o prédio cinza
O pátio do convento
Entre grades explicavam
Sem palavras

Sem recear, esperei
O recreio de escanteio no correio
No metro, na praça da árvore, desolada
Se o deserto de cimento comprovasse
Que uma flor só pede água
E o afeto é como o dia
Cabe em noite e renasce na alvorada

Eu te amo, só você
É quem consegue me entender
Eu te amo, só você
É quem consegue me entender
Eu te amo, só você
É quem consegue me entender.









Album: Sei (2012)
Gravadora: Independente
Ano: 2012
Faixa: 11