Murilo Rosa

Canção para um Velho Poeta

Murilo Rosa

Quando dobra a esquina
Mas leva consigo
E a rua se desfaz
A cidade se esvai
Como um sonho interrompido

Foi-se o poeta
De uma língua inexistente
Feito barco na enchente
De uma tempestade
Que ninguém viu
Que ninguém viu

[x2]
Nada falou
Nada levou
Apenas sorriu
Sorriu e partiu

Foi-se o poeta
publicidade