fotos de Mc Livinho

Mc Livinho

Funk Carioca

Meu Copo

Mc Livinho

Toda vez nesse bar
Coisas inacreditáveis acontecem

Eu e o meu copo, eu o meu canto
Só sonhando e imaginando
Naquele bar afogando as mágoas
Aquele olhar veio igual bala
O primeiro, o segundo, o terceiro foi certeiro
Acertou com calor, me tarou sem caô
O primeiro, o segundo, o terceiro

Agora tem que aguentar

Vem devagar se solta, vem devagar se solta
Vem devagar se solta e rebola
Vem devagar se solta, vem devagar se solta
Vem devagar se solta e rebola

Tava no canto com meu copo
Tu provocou o Livinho, tu provocou o Livinho, ahan
Me embriagou nos seus olhos
Agora eu quero um beijinho, eu quero um beijinho

Vem devagar se solta, vem devagar se solta
Vem devagar se solta, vem devagar se solta e rebola
Vem devagar se solta, vem devagar se solta
Vem devagar se solta e rebola

Tava no canto com meu copo
Tu provocou o Livinho, tu provocou o Livinho, ahan
Embriagou os seus olhos
Agora eu quero um beijinho, eu quero um beijinho

Vem devagar se solta, vem devagar se solta
Vem devagar se solta, vem devagar se solta e rebola
Vem devagar se solta, vem devagar se solta
Vem devagar se solta e rebola

Envie essa música para um amigo
  • publicidade