Salmo (Ao Vivo) [Ato 2]

Maria Bethania

Diante da vida que é sublime
Ai, de quem se reprime,
Se ausenta e nem tenta viver?

Deve ficar olhando o mundo
E lamentando sozinho.
Não quero ter letargia
Eu quero ser rodamoinho
Eu quero ser travessia
Eu quero abrir o meu caminho

Ser minha própria estrela-guia
Virar um passarinho
Cantando a vida assim
Cantando além de mim
E além de além do fim.