foto

In the Mood (Edmundo) [part. Pitty]

Marcelo D2

D2:
Antes de mais nada me apresento outra vez,
Peso pesado do mic, teste, um, dois, tres,
Eu tenho fé que o meu caminho é no requinte do samba,
Eu tenho a força e coragem de um guerreiro que ama,
Ve se me escuta a minha é a batida perfeita, eu tô na
luta,
Respeito só tem quem respeita.

Pitty:
Edmundo nunca sabe bem o que faz,
Ele é um sujeito distraído demais,
Dizem que uma noite, quando em casa chegou,
Antes de ir pra cama, ele fez tal confusão,
Que o chinelo no seu travesseiro botou,
E se ajeitando foi dormir no chão,
Na manhã seguinte, depois de levantar,
Encheu a banheira para um banho tomar,
Foi para cozinha e fritou o roupão,
E a água da banheira ele mexeu com a colher,
Depois de passar pasta de dente no pão,
Foi se lavar na xícara de café.

É demais o homem não sabe o que faz,
Eu tenho pena do rapaz,
O Edmundo, todo mundo diz que não há jeito mais.

D2:
Sabe o que acontece, satisfação pra rimar,
O tal do rap com samba, que tocou em todo lugar,
Rio de Janeiro, sim um belo lugar, cenário imperfeito,
Perfeito pra se inspirar, 4 da manhã largado no sofá,
Jogando um play, a ideia vai chegar, é um atrás do
outro,
Não, não vai parar, malandro de carteira, agora tem
que trabalhar,
Eu vou atrás à procura da batida perfeita, meu samba é
assim,
Aliado de uma rima bem feita, rítmo, coragem,
respeito, perseverança,
Que eu tenho e sempre digo pra deixar de herança,
Hip Hop Rio é uma escola e tanta,
Zoeira da Lapa, já larguei a planta,
Eu e meus parceiros levando o som,
Soltando o verbo e só queimando um do bom.




publicidade