Manhoso

Vizinha Fuxiqueira

Manhoso

Deixa falar, deixa falar,
A língua dela não faz sair de lá
Deixa falar, deixa falar,
A língua dela não faz sair de lá

A minha casa foi por deus abençoada
Mas eu tenho uma vizinha pra falar da separada
Fala de cachorro e gato fala até da criançada
No dia que eu como frango ela fica revoltada
Quando eu chego de carro a encrenca é dobrada
Filha dos outros não presta pra ela não vale nada
Mas não vê que as filhas dela ta na mão da rapaziada
Com a casa cheia de neto e nem uma filha casada

Deixa falar, deixa falar,
A língua dela não faz sair de lá
Deixa falar, deixa falar,
A língua dela não faz sair de lá

Tudo que eu tenho foi comprado no dinheiro
E a vizinha fuxiqueira diz que eu sou caloteiro
Ela deve no empório na quitanda e no padeiro
Inda liga o radio alto pra me ver em desespero
A malvada já mato o meu cachorro perdigueiro
Inda manda a molecada vim pisar no meu canteiro
Joga praga nas galinhas que eu tenho no meu terreiro
E diz que o dia que eu mudar solta bomba o dia inteiro

Deixa falar, deixa falar,
A língua dela não faz eu sair de lá
Deixa falar, deixa falar,
A língua dela não faz sair de lá

Na minha rua tem muita gente direita
E a malvada da matraca quando fala não respeita
Levanta cedo falando e fala ate a hora que deita
Vai na porta e mostra a língua só pra me fazer desfeita
Rainha das fuxiqueiras da rua pelo povo foi eleita
Ela fez até macumba daquelas muito bem feita
Castigar quem não merece eu sei que deus não aceita
Quanto mais macumba faz mais minha vida endireita

Deixa falar, deixa falar,
A língua dela não faz sair de lá
Deixa falar, deixa falar,
A língua dela não faz sair de lá...

publicidade