foto

No Tom de João

Luiz Caldas

Quando pego o violão canto no tom
Algo de Tom me faço João
Na sombra do Juazeiro
No sertão passageiro
E na central do (?)

E a beleza do simples
É bossa nova sem fim
E a beleza do simples
É bossa nova sem fim

Junto Bahia com Rio de Janeiro
A fé não deixa esse povo brasileiro
Perder o seu rebolado
Cantar seu desafinado
Ou desperezar o terreiro

Tom faz bem Tom faz bom
Tom faz bem, bem bim bom
João faz bem Tom faz bom
Tom faz bem, bim bim bom
publicidade