fotos de Lu e Robertinho

Lu e Robertinho

Sertanejo

Saideira / Largado as Traças

Lu e Robertinho

Outra vez vacilei mas você já sabia que eu ia errar
Quem mandou colocar horário certo pra eu voltar do bar
Me falou pra eu chegar às oito e meia e eu falei, "Aham"
E cheguei às oito e meia da manhã

Eu não quero conflito
Mas é que eu sei que esse conceito é falho
Afinal saideira não 'tá definida nem no dicionário
E tudo bem, eu sei, meu dicionário é velho
E esse tiver no novo eu vou ligar pro Aurélio

Se a saideira é saideira por que é que eu 'tô no bar
Se a saideira é saideira pede pro samba parar
Foram doze saideiras só que eu que eu consegui contar
Traz mais uma saideira que é pra gente terminar

Se a saideira é saideira por que é que eu 'tô no bar
Se a saideira é saideira pede pro samba parar
Foram doze saideiras só que eu que eu consegui contar
Traz mais uma saideira que é pra gente terminar


Meu orgulho caiu quando subiu o álcool
Aí deu ruim pra mim
E, pra piorar, tá tocando um modão
De arrastar o chifre no asfalto

Tô tentando te esquecer
Mas meu coração não entende
De novo, eu fechando esse bar
Afogando a saudade num querosene

Vou beijando esse copo, abraçando as garrafas
Solidão é companheira nesse risca faca
Enquanto cê não volta, eu tô largado às traças
Maldito sentimento que nunca se acaba

Vou beijando esse copo, abraçando as garrafas
Solidão é companheira nesse risca faca
Enquanto cê não volta, eu tô largado às traças
Maldito sentimento que nunca se acaba

Ô ô ô, ô ô ô
A falta de você, bebida não ameniza
Ô ô ô, ô ô ô
Tô tentando apagar fogo com gasolina

Se a saideira é saideira por que é que eu 'tô no bar
  • publicidade