Lobão

Universo Paralelo

Lobão

Uma‚ duas‚ três‚ já eram quatro da manhã
E eu andando por aí desde que anoiteceu
Perambulando na calçada de bar em bar
Tentando achar alguma coisa para me esquecer

Me distrair ou amanhecer
Ou alguém legal pra me abandonar
Pra enlouquecer um pouquinho ou talvez
Ou um montão‚ sei lá

Foi aí então que eu te encontrei
Absolutamente pronta para arrebentar
Com os corações dos desavisados
Procurando alguma presa para estraçalhar

Parei‚ pensei‚ filosofei
Há sempre uma outra pose por trás de quem posa
Mas ela posa bem‚ e como um animal rastejador‚ te perguntei
Tá a fim de ir para o Universo Paralelo?
Tá a fim de arrebentar no Universo Paralelo?

Você topou‚ que bom
E me propôs agilizar rapidamente a nossa locomoção
Chamar um avião pra se mandar de vez pro tal‚ pro tal
Do Universo Paralelo

E nada ficou com início‚ meio e fim
E o mundo parou‚ descontinuou‚ mudou
publicidade