foto

Você Não Vai

Karol Conka

Você me subestima eu continuo nem aí
Vivo na brisa e o que me incomoda deixa de existir
Se apavora ao ver que cada vez mais posso progredir
Passa, ignora e percebe que não tem pra onde fugir
Vejo você cair, querendo admitir
Que o meu processo apesar de ser lento pode fluir
Herdeira dos meus ancestrais,
cultivando a paz, que o verde me traz
Espalho minha mensagem e nada mais
Você parece que esquece que eu não uso estepe
Meu poder é black. Te provo tudo isso no rap
Se duvida aperta o rec, e pedindo o Nave enriquece
Vou bebendo um Domecq enquanto meu flow te enlouquece

Você demorou muito tempo pra perceber
Que ficar me julgando só te levou a perder
Nessa vida não basta querer ser
Tem que tá na veia, saber fazer
Mas você se distrai, confunde o meu valor
Sai falando demais, fica puto enquanto eu vou
E onde você não vai, você não vai
E onde você não vai, você não vai

Mais uma vez derrubei, estilo fera pronta pra atacar
Eu te avisei que me garanto e não tô pra brincar
Tenta me desafiar e veja aonde vai parar
Com certeza não é o mesmo lugar que eu vou estar
Tô tentando entender
Esse seu jeito vulgar que tem ao dizer
Como devo caminhar e o que devo fazer
Se quer saber não vale a pena gastar proceder
Só observa como eu faço
Cala essa boca e tenta entender
Preparada, eu vou para onde eu quiser
Meto os meus pés na estrada e enfrento o que vier
Justamente por ser mulher, e não ser uma qualquer
Minha atitude carrega vitória
Vou te lembrar disso sempre que eu puder

Você demorou muito tempo pra perceber
Que ficar me julgando só te levou a perder
Nessa vida não basta querer ser
Tem que tá na veia, saber fazer
Mas você se distrai, confunde o meu valor
Sai falando demais, fica puto enquanto eu vou
E onde você não vai, você não vai
E onde você não vai, você não vai

publicidade
publicidade