foto

Por Entre Os Dedos

José Augusto

Muitas vezes eu não quero admitir que morro de saudade
Eu não vou deixar ninguém me ver fingir, mentir pra realidade
Aprendi a conviver com a solidão, eu falo até sozinho
Quantas vezes tropecei, quantas pedras encontrei pelo caminho.

Eu que tinha tantos planos pra pensar e um monte de desejos
Tantos sonhos que eu queria realizar e agora já não vejo
Tive tudo que queria em minha mão e hoje tenho medo
Sei que tudo que perdi, fui eu que deixei fugir por entre os dedos

Eu sei que todo caso de amor é assim,
Quando a gente erra sempre chora no fim
Faço qualquer coisa pra você perdoar,
Tudo só pra você voltar

Eu sei que todo caso de amor é assim,
Quando a gente erra sempre chora no fim
Faço qualquer coisa pra você perdoar,
Tudo só pra você voltar

Eu que tinha tantos planos pra pensar e um monte de desejos
Tantos sonhos que eu queria realizar e agora já não vejo
Tive tudo que queria em minha mão e hoje tenho medo
Sei que tudo que perdi fui eu que deixei fugir por entre os dedos

Eu sei que todo caso de amor é assim,
Quando a gente erra sempre chora no fim
Faço qualquer coisa pra você perdoar,
Tudo só pra você voltar

Eu sei que todo caso de amor é assim,
Quando a gente erra sempre chora no fim
Faço qualquer coisa pra você perdoar,
Tudo só pra você voltar.
publicidade