Invictor

Jorge Vercillo

Você chegou
Pra consagrar um amor
Pele de neve, mente limpa, corpo invicto, "invictor"
E desde então
É o gradião desse amor
Que fez descer a esse plano o seu explendor.

Boca de lua, cachos de uva
Arte de jaboticaba no olhar
No pé de pitanga haja apitite!
Que fome, meu clone!
Meu libra, meu par.

E hoje sei
Um mundo novo eu verei
Com a geração mente-limpa
Corpo invicto, "invictor"
De onde vem
Esse destino ancestral?
Quem traz a estrela de david
Em seu mapa astral?

O tempo muda a força bruta
Sei que verei essa transformação (lapidação)
De toda birra e teimosia
Tecendo as fibras de um guerreiro bom!
Oh, oh...



Album: Como diria Blavatsky (2012)
Gravadora:
Ano: 2012
Faixa: 6
  • publicidade