foto

Fenômenos da Natureza

Jorge Vercillo

A nascente de um sentimento
Não escolhe lugar nem momento
Pra surgir e suas águas claras fluir
Como um rio que nasce no fundo de mim

Tua voz me tomando por dentro
É a vazante do meu sofrimento
E a retina não deságua mais por sofrer
Se a enchente do meu pensamento é você
Na regência das luas em mim
Teu amor correnteza sem fim
São fenômenos da natureza agindo em nós

Teu cabelo perfumando o vento
Primavera bem antes do tempo
Tua pele de fruta tem cheiro de flor
E eu que ontem vivia os invernos do amor
Hoje colho um outono de paz
Amanhã um verão de calor
São fenômenos da natureza em nós
publicidade