foto

Vogais e Consoantes

Jorge e Mateus

Eu nunca vivi tanta coisa boa
Nunca me enxerguei em outra pessoa
Mas com você posso ser quem eu nunca pude ser

Eu que achava que já tinha visto de tudo, não vi o bastante
Nem sonhava que a vida que eu criticava era emocionante
Eu nem sei como foi
Mas senti que era seu no momento em que me disse oi

Me hipnotizou, me deu mais que o bastante
O seu beijo freou minha boca viajante
Chegou e completou a frase num instante
Trouxe as duas vogais pras minhas consoantes
E escreveu amor, a palavra que apaga tudo que se viveu antes

Eu nunca vivi tanta coisa boa
Nunca me enxerguei em outra pessoa
Mas com você posso ser quem eu nunca pude ser

Eu que achava que já tinha visto de tudo, não vi o bastante
Nem sonhava que a vida que eu criticava era emocionante
Eu não sei como foi
Mas senti que era seu no momento em que me disse oi

Me hipnotizou, me deu mais que o bastante
O seu beijo freou minha boca viajante
Chegou e completou a frase num instante
Trouxe as duas vogais pras minhas consoantes

Me hipnotizou, me deu mais que o bastante
O seu beijo freou minha boca viajante
Chegou e completou a frase num instante
Trouxe as duas vogais pras minhas consoantes
E escreveu amor, a palavra que apaga tudo que se viveu antes

E escreveu amor, a palavra que apaga tudo que se viveu antes
publicidade
publicidade