foto

Correnteza

Jorge De Altinho

Como um cristo pregado numa cruz
Como um cego que tenta acender a luz
Como o dia que transcorresse sem o sol
Como o peixe a ser fisgado no anzol

Como um rio que não corresse mais
Como um louco que já não vive em paz
Assim sou eu vivendo sem teu amor
Sou como as águas do riacho que a correnteza levou

Como as águas do riacho que a correnteza levou
Como as águas do riacho que a correnteza levou
Como as águas do riacho que a correnteza levou
Como as águas do riacho que a correnteza levou

Como a rosa que morreu com a idade
Como o vento que destruiu a cidade
Como a chuva que molhou o nosso pranto
Como a vida que vive lá no canto

Como a folha que seca cai no chão
Como o mar sem a sua agitação
Assim sou eu vivendo sem teu amor
Sou como as águas do riacho que a correnteza levou

Como as águas do riacho que a correnteza levou
Como as águas do riacho que a correnteza levou
Como as águas do riacho que a correnteza levou
Como as águas do riacho que a correnteza levou....
publicidade