foto

Nos Bares Da Cidade (Ao Vivo)

João Neto e Frederico

(Essa daqui machuca os corações, viu)

Garçom, me traga outra garrafa de cerveja
Eu vou ficar sozinho nessa mesa
Eu quero beber e chorar por ela

Garçom, a minha vida agora 'tá de ponta à cabeça
Já tentei, mas nada faz com que eu esqueça
Os olhos, os lábios daquela mulher

Garçom, ela saiu de vez da minha vida
E agora eu busco uma saída
Minha história de amor acaba em solidão

Garçom, se eu ficar muito chato e der algum vexame
Pegue toda minha cerveja e derrame
Faça o que ela fez com a minha paixão

Derrama cerveja, derrama
Derrama a tristeza no meu coração
Que essa angústia é uma bebida
Misturada, batida com a solidão

Derrama cerveja, derrama
Enquanto eu derramo toda essa saudade
Eu sou apenas um qualquer
Bebendo por mulher nos bares da cidade

(Quem nunca bebeu por alguém, nos bares da cidade, aô)
(Então vamo assim, ó)

Garçom, me traga outra garrafa de cerveja
Eu vou ficar sozinho nessa mesa
Eu quero beber e chorar por ela

Garçom, a minha vida agora 'tá de ponta à cabeça
Já tentei, mas nada faz com que eu esqueça
Os olhos, os lábios daquela mulher

Garçom, ela saiu de vez da minha vida
E agora eu busco uma saída
Minha história de amor acaba em solidão

Garçom, se eu ficar muito chato e der algum vexame
Pegue toda minha cerveja e derrame
Faça o que ela fez com a minha paixão

Derrama cerveja, derrama
Derrama a tristeza no meu coração
Que essa angústia é uma bebida
Misturada, batida com a solidão

Derrama cerveja, derrama
Enquanto eu derramo toda essa saudade
Eu sou apenas um qualquer
Bebendo por mulher nos bares da cidade

Derrama cerveja, derrama
Derrama a tristeza no meu coração
Que essa angústia é uma bebida
Misturada, batida com a solidão

Derrama cerveja, derrama
Enquanto eu derramo toda essa saudade
Eu sou apenas um qualquer
Bebendo por mulher nos bares da cidade

Eu sou apenas um qualquer
Bebendo por mulher nos bares da cidade

Enviada por sandy


publicidade
publicidade