foto

Jogado Na Rua / Vida De Cão (Ao Vivo)

João Neto e Frederico

João Neto é impossível vir aqui na sua casa
E a gente não cantar umas moda caprichada
Na nossa intimidade não pode faltar um modão, né Fred
É verdade (essa sequência aqui é boa, bora?)
Bora com nós (fechou)
Vem assim ó (ihul)

Não 'tá fácil ficar
Sem teu amor aqui
Que saudade que dá
Chego a ter dó de mim

Meu amor é assim
Bruto e sincero demais
Sentimento sem fim
Amo você e ninguém mais

Me deixou assim
Sombra na escuridão
Arrancou de mim, a paz
O sorriso e a razão, uô-uô, ah

É no som da viola que o peito chora
Nessas noites de lua jogado na rua, ai
Ai, Amor
Ai, Amor
Nessas noites de lua jogado na rua, ai

É no som da viola que o peito chora
Nessas noites de lua jogado na rua, ai
Ai, Amor
Ai, Amor
Nessas noites de lua jogado na rua

Dê alguma coisa aí pra gente beber
Segura nessa

Já faz tanto tempo, que tudo acabou
Mas meu coração com a solidão não se acostumou
Eu só penso nela, não tem solução
Saudade sufoca o dia inteiro
Quando chega a noite é um desespero
Não aguento mais, oh vida de cão

Dê alguma coisa aí pra eu beber
Pois já não consigo me controlar
Esse amor passou todos os limites
Eu 'to precisando desabafar

Dê alguma coisa aí pra eu beber
Não se preocupe se eu chorar
'To apaixonado desesperado
Vou ficar maluco se ela não voltar

Dê alguma coisa aí pra eu beber
Não se preocupe se eu chorar
'To apaixonado desesperado
Vou ficar maluco se ela não voltar

Enviada por levis


publicidade
publicidade