Joanna

Coração Cadeado

Joanna

Esse amor
Muitas vezes me assusta
E entra por dentro da casa
Tomando o quarto, a sala a despensa
Desarruma os sentimentos
E me vira a cabeça
Se eu pudesse fingir mas não devo
Mentir mas não posso
Falar quando cala
Dessa dor que carrego antiga
E por mais que eu condene
Ela mora cativa
Essa dor não mata
Me queima, alucina
Querendo me ter, me roubar, sem ceder
Adivinha o meu pensamento
E descobre a paixão
Se eu pudesse
Esconder essa dor e fazer esse amor
Menos sofrido
Te faria feliz e sereno
Minha casa teu feno
Prá ficares comigo
É sempre assim
Quando tento entregar
Esse meu coração cadeado
Se esconde no peito
Não há quem de jeito
De mostrar o outro lado
É sempre assim tenho medo de ser
E esse medo é o maior pecado
E me viro no leito
E te vejo de um jeito
Que estás acostumado
publicidade